quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Dinarmarca: Lego e sustentabilidade

A Casa da Dinamarca, na Praia de Ipanema (altura do Posto 10), tem como chamariz para as crianças a Casa Lego. Na primeira vez que visitamos o espaço, não tínhamos nos cadastrado para a brincadeira com as pecinhas, que fica em uma área separada.

É preciso chegar por volta de 10h para se inscrever para o mesmo dia. Cada RG dá direito a entrada de quatro pessoas (adultos ou crianças). Durante a semana, voltamos e conseguimos nos inscrever logo para a segunda sessão de brincadeiras, às 11h30.


Cada sessão dura 20 minutos bem cronometrados (não se pode ficar mais que isso), com atividades dirigidas. Entre cada sessão, um intervalo de 10 minutos para as monitoras arrumarem o espaço para as próximas crianças.


É um espaço pequeno, porém divertido. Assim que entra-se na casa, a monitora explica as atividades. Primeiro, "piscinas" com peças Lego para montar o que quiser. A piscina é destinada a crianças de 1 à 5 anos.


Depois, dois cubos grandes que podem ter peças montadas e escrever seu nome ou formar objetos.


Em seguida, há um grande painel de Lego em que cada criança contribui com uma parte montando uma placa. Elas recebem um papel com um desenho e precisam reproduzi-lo com as peças, montando quantas placas conseguirem no tempo disponível.



Nossa pequena conseguiu fazer quatro placas. A monitora explicou que, no fim do dia, todas as placas juntas montam um grande desenho no painel.

Na casa da Dinamarca propriamente dita há exposição de produtos de design, mobilidade e moda, entre outros, sempre com base em produções sustentáveis e ecológicas.

E mais Lego!


O espaço também recebe eventos musicais, com DJs, e workshops. Além disso, exposição com bicicletas, meio de transporte super valorizado no país.

Veja esta, para crianças que estão aprendendo a andar, de madeira e sem rodinhas.



Para transporte.





Ou simplesmente diversão.



Na parte de dentro da casa, há também a Together Wheel (que faz um trocadilho com Together We Will), misturando os termos "a roda de todos juntos" com "juntos nós faremos", ambos em tradução livre.

Você gira a roda, e indica alguma atitude "simpática", como por exemplo, abraçar alguém ou gritar que ama a vida.





Também é possível colocar seu rosto em bonecos que aparecem em um telão e dar boas risadas.








Ou fazer uma experiência de realidade virtual, mas a fila era grande e desistimos. Até porque, ninguém parecia muito animado em assistir a paisagens da Dinamarca... Se a fila estiver pequena, pode valer a pena.

Do lado de fora, há este painel, o Happy Wall, em que se gira umas placas coloridas para formar palavras e imagens.



E claro que, por estar na praia, tem essa vista linda!




É possível visitar a casa até 21 de agosto, de 11h às 22h.



Confira todos os posts que estamos fazendo sobre as casas dos países participantes da Rio 2016!

Nenhum comentário:

Postar um comentário