sábado, 8 de novembro de 2014

Typhoon Lagoon: o parque aquático da Disney em que um tufão tornou tudo mais divertido


Você já deve ter lido nosso post em que apresentamos de forma geral os dois parques aquáticos da Disney. Pois agora vai saber melhor sobre o Typhoon Lagoon!


O tema do parque segue a lenda que um tufão, um terremoto e uma erupção vulcânica, juntos, foram responsáveis por "arrasar" um paraíso tropical. Por causa desse "acidente", barcos, equipamentos de pesca e pranchas de surfe ficaram espalhadas pelo local. O ponto central é um barco chamado Miss Tilly, que, após o tufão, ficou encalhado em uma montanha chamada Mount Mayday. Além de ser um cenário bem legal, o barco jorra água de tempos em tempos!


 


Lá você também pode encontrar alguns personagens, como o Stich.


Vamos às atrações!

A Typhoon Lagoon Surf Pool é enorme e dá a sensação de que estamos mesmo em uma praia.




Além de ser uma área gostosa para dar mergulhos, a praia em frente também é muito boa para relaxar.



Em uma ponta da Surf Poll está o Bay Slides, escorrega ideal para crianças que desemboca justamente na água da piscina de ondas.


Vamos ver agora o que nos espera próximo ao Mount Mayday, ponto principal do parque, que traz várias atrações divertidas:

Humunga Kowabunga: um conjunto de três escorregas radicais, quase na vertical e de queda equivalente a cinco andares de um prédio. E no escuro!




 
Outro conjunto de escorregas é o Storm Slides, composto também por três opções, mas de trajetos diferentes. Chamados de Rudder Buster, Stern Burner e Jib Jammer, os escorregas passam por cavernas, cachoeiras e entre formações de rochas resultando em uma descarga de adrenalina!




Com início no topo do monte temos ainda mais três caminhos de corredeiras em boias: Keelhaul Falls, Mayday Falls e Gangplank Falls.

A Keelhaul Falls é considerada a menos intensa.

 

Já a Mayday Falls é a mais intensa! Até por debaixo de ponte você vai passar.




A Gangplank Falls é a chamada atração familiar, mas só para crianças grandes, ok? Uma boia que cabem até quatro pessoas desliza por corredeiras e obstáculos na descida do Mount May, girando e batendo nas laterais!



Para quem gosta de parque aquático e montanhas-russas, é imperdível experimentar a Crush ‘n’ Gusher. A historinha por trás desta atração radical é que o local sediava uma fábrica de processamento de frutas. Em sua baía (Hideaway Bay), as frutas eram lavadas. Com a confusão gerada pelo tufão, restou a brincadeira de subir, descer e deslizar pelos tubos por meio de boias de até três pessoas.

São três opções de descida, todas com nomes de frutas: Pineapple Plunger, Coconut Crusher eBanana Blaster.

É muito interessante porque, nas subidas, você é impulsionado por jatos de água e, logo depois, somos surpreendidos por quedas, curvas e cavernas, passando por tubos abertos e fechados.



 
Para as crianças menores, ainda dá para fazer um registro e aproveitar a gostosa praia em frente ao brinquedo.



Só que para crianças agitadas em um parque aquático não basta colocá-las em uma piscina, certo? Pois bem, leve-as para se esbaldarem no Ketchakiddee Creek, um playground molhado para pequenos de dois a cinco anos, acompanhados pelos pais. Lá estão algumas "miniaturas" de atrações do próprio parque, como as corredeiras com boias, além de uma piscina com atividades de molhar, fontes em formato de animais e outras atividades, totalizando 10 atrações.





Se você for com crianças pequenas, é certo de passar boa parte do dia nesta área. Para aproveitar os brinquedos radicais, aliás, o ideal é fazer como fizemos, revezando entre nós dois ou com os nossos amigos, para ficarem com as crianças enquanto os adultos se divertem rapidinho. Por isso, tivemos que escolher bem as atrações mais aventureiras para, então, nos dedicarmos a agradar aos pequenos. O que de fato acontece no Ketchakiddee Creek!






Com as crianças já satisfeitas em brincar, você pode ver um pouco de vida marinha. No Shark Reef, é possível mergulhar de snorkel e apreciar a vida marinha em dois tanques divididos por um submarino. Também dá para passear por baixo e ver os peixes por escotilhas.




 
Ah.... o rio da preguiça. Sempre útil para nos transportarmos pelo parque ou só para relaxar mesmo. Basta pegar sua boia e se deixar levar, coisa rara na maratona de parques da Disney! Aproveite!





Mas vamos lanchar também porque ninguém é de ferro. Nós fomos comer no Surf Doggies, uma lanchonete tipo carro de surfista com uma simpática área de piquenique próxima. Degustamos a boa e velha fast food de sempre.

Mas tome cuidado com os pássaros! Eles podem roubar sua comida. Foi o que aconteceu conosco. Sem nenhuma vergonha, uma delas pousou na mesa e pegou batatas fritas (não foi este da foto abaixo).


Momento de "indignação" logo após um pássaro dar uma bicada e levar batata frita de nossa bandeja!


E assim encerramos nosso relato, com um dia super agradável de sol, água e belas paisagens!


*Fotos de arquivo pessoal, com exceção das que aparecem apenas cenas dos brinquedos ou paisagens, oriundas do site oficial da Disney para a imprensa.


Compre seus ingressos para as atrações e parques com a gente! Você paga parcelado em reais e já sai do Brasil com os ingressos em mãos, evitando assim as filas das bilheterias. Solicite uma cotação

Para entender os diferentes tipos de ingressos para os parques de Orlando, veja este post




Faça suas reservas pelo Booking.com clicando no link abaixo! Nós receberemos uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso, e estará ajudando a manter o blog!


Pensando em alugar um carro? Reserve pela Rentalcars clicando no link abaixo. A Rentalcars pesquisa os melhores preços nas melhores operadoras. Alugando por aqui nós recebemos uma comissão mas você não paga nada a mais por isso e estará ajudando a manter o blog.



Se deseja ajuda para reservar toda a sua viagem e pagar TUDO em até 10 vezes sem juros, entre em contato com a gente através do formulário de contato do blog ou pelo e-mail paraadisney@gmail.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário