quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Busch Gardens: montanhas-russas, shows infantis e interação com animais

Famoso pelas montanhas-russas, o Busch Gardens, do grupo Sea World, é um parque que mistura atrações radicais com interação com animais e atrações infantis.  Localizado há cerca de uma hora de Orlando, na cidade de Tampa, é uma boa opção para esticar a programação de parques caso você tenha pelo menos dez dias de viagem.





É um parque grande, com vários tipos de atrações. O roteiro do Vai pra Disney? nos deu uma base para escolher o que íamos explorar.

Vamos dividir o post em atrações radicais e infantis. Aliás, se você gostar de montanha-russa  e for com crianças,  mas elas não gostarem de adrenalina, será um grande desafio alternar entre estes dois tipos de atração.  Foi o que enfrentamos em nossa mais recente visita ao parque, o que tivemos que contornar revezando entre os adultos (éramos três) para ficar com nossa pequena.

Era também a época do "Food & Wine Festival", evento especial que mistura gastronomia, degustação e apresentação de vinhos e decoração nos jardins.



Vamos conhecer logo o motivo pelo qual o parque é tão famoso?


Montanhas-russas e outras atrações radicais

Muitas pessoas procuram o Busch Gardens por conta de suas atrações radicais. Pelo menos cinco delas se destacam, além da Cobra´s Curse, que está em construção, baseada nas lendas do Egito, e terá atrativos como uma subida na vertical, como um elevador, para dar de cara com uma cobra enorme!


Hoje a atração mais famosa do parque é o Falcon´s Fury, um brinquedo de queda com grande diferença: você desce na horizontal, com o corpo em 90 graus, olhando para o chão! Apenas quando está chegando perto do solo é que a cadeira volta à posição vertical. A ideia é simular o voo de um falcão.

Do nosso grupo, apenas nosso corajoso primo Matheus encarou o desafio, ainda que apreensivo.




Ele disse que a subida parece demorar uma eternidade...


Um pouco antes de cair, o medo atinge seu ápice!


E a queda é até bastante rápida, segundo o Matheus nos contou. E finalmente o assento volta o normal.


Nesse ponto, diz ele, a descarga de adrenalina já foi tanta que é até mais tranquilo.




Vamos subir de novo este nível de adrenalina?

Logo ali do lado há a Phoenix, a boa e velha "barca viking"!

 

Claro que depois de alguns impulsos ela dá uma paradinha lá em cima...



E claro que, em seguida, dá a volta completa!




Mais uma vez, nossa "cobaia" aqui foi o Matheus, que achou muito ruim a pressão que fica nos seus ombros, devido à trava, quando a barca está subindo. Para quem tem estômago fraco e se incomoda com pressão na cabeça também não é aconselhável...

Por esse relato, dá para ver que, ao contrário da Falcon´s Fury, ele não gostou muito da experiência, não...

Cheetah Hunt

Atração com a fila mais demorada no dia em que visitamos o parque (cerca de uma hora), a Cheetah Hunt tem o percurso mais longo entre as montanhas-russas do Busch Garden´s. Ela simula as características do guepardo, o animal terrestre mais veloz do planeta.

Ela agrada a quem gosta de atrações radicais, mas, ao mesmo tempo, serve para os não tão corajosos, pois não chega a dar uma sensação de tontura, como outras podem proporcionar.

Essa foi uma das atrações em que houve divisão no nosso grupo, já que a fila era tão demorada. Isabel e Matheus foram na Cheetah e Carlos e a pequena curtiram a área infantil da Vila Sésamo e o show da banda Daughtry, sobre os quais falaremos mais adiante.


SheiKra

A SheiKra é uma montanha-russa que exige corações fortes.

Depois de uma subida acentuada, o carrinho, que fica em sua maior parte para fora do trilho, paira suspenso em frente à uma grande queda: são alguns segundos de tensão! Em seguida, lá vem queda e adrenalina!

De novo, nosso bravo aventureiro Matheus encarou e venceu o desafio!



Montu

Com nome de deus da guerra egípcio, esta montanha-russa invertida (a parte de cima do assento presa no trilho) tem vários loopings e parafusos. Fica perto da entrada do parque e a Isabel adorou!


Kumba

A Kumba é uma montanha-russa bem completa, com loopings, espiral e túnel.



Nessa todos fomos, com exceção da pequena. Mas ela simulou a emoção naquelas cadeiras na entrada das atrações para ver se a pessoa cabe no assento.







Scorpion

Tentamos fazer child swap nesta para que não fosse preciso revezarmos com a criança e perder muito tempo, mas o sistema do Busch Gardens nos pareceu confuso. A atendente nos deu um "fast pass improvisado", ou seja, um papel onde ela anotou a hora em que deveríamos voltar para ir na atração.

Mas como o parque é muito grande, não queríamos ter o compromisso de ir depois, queríamos ir naquele momento. Por isso, desistimos da Scorpions e prosseguimos com o passeio pelo Busch Gardens.

Esta montanha-russa é bem antiga e a Isabel já viajou nela na década de 90. A seu ver, é uma atração comum, sem grandes emoções, comparada com as outras montanhas-russas do parque.

Fica aí o registro da entrada da atração!


SandSerpent


Depois de tantas atrações radicais, vamos a uma montanha-russa para a família. A SandSerpent é sinuosa, com quedas e viradas, mas adequada até às crianças maiores.




Aproveitando que estamos falando de atrações adequadas às crianças vamos ver outras opções para elas?


Serengeti Railway

Foi com muito pesar que descobrimos, logo na entrada do parque, que o famoso trenzinho que percorre o Busch Gardens estava fora de funcionamento. Com isso, perdemos uma boa maneira de circular por lá. Para informação de vocês, o Serengeti Railway para em três estações e permite uma boa visão da área onde animais como girafas, zebras e antílopes ficam livres para apreciação.


 O fechamento do trem também acabou fazendo com que o Sky Ride (teleférico) ficasse sobrecarregado de pessoas querendo embarcar e também não conseguimos andar nele.



Nossa visita ao extenso Busch Gardens foi toda à pé mesmo!


De forma a otimizar nosso tempo, também não fomos às atrações que molham pois atrações deste tipo já são comuns em outros parques e optamos por ir nos diferenciais do Busch Gardens.

São elas:


Stanley Falls - Passeio de barco que termina em uma queda de 12 metros de altura.



Tanganyika Tidal Wave - Uma viagem pela selva que acaba em um mergulho de 17 metros.



Congo River Rapids - Rafting em uma boia para doze pessoas.



Shows infantis

Nós já fomos ao Busch Gardens certos de que não poderíamos perder o show Madagascar Live! Operation: Vacation, realizado no Stanleyville Theater com os animais de zoológico mais queridos do cinema.


Aparecem no espetáculo o leão Alex, o hipótomo Glória, os lêmures Julien e Maurice e os famosos pinguins Capitão, Rico, Kowalski e Recruta. A girafa Melman e a zebra Marty são ausências sentidas, mas o show é bem divertido!







Um grupo de dançarinos ilustra as canções tocadas por uma banda de verdade (ao fundo), com um repertório rock e pop.



Vale checar os horários quando chegar ao parque para não perder a apresentação.



 Ao final, forma-se uma fila para tirar fotos com Alex e Glória.



Outro show a que assistimos foi o Iceploration, com patinadores no gelo contando a história de um menino viciado em tecnologia que visita seu avô e descobre as maravilhas de conhecer o mundo, visitando lugares como a Floresta Amazônica, a Grande Barreira de Corais da Austrália e a selva africana.
 



Há uma cena em especial que as fantasias parecem ter saído direto de um desfile de escola de samba!



A apresentação acontece no Moroccan Palace Theatre, logo na entrada do Busch Gardens (veja o cartaz do show lááaa atrás).


O show tem visuais incríveis, com a participação de alguns animais de verdade e outros que são humanos manipulando fantasias. É uma boa opção para entreter as crianças, enquanto parte do grupo curte as atrações radicais.





Opening Night Critters

Não vimos este show, realizado no Pantopia Theatre, mas a descrição o apresenta como uma daquelas apresentações em que animais como cachorros, papagaios e gatos fazem gracinhas e malabarismos.



Elmo Rocks 

Também não tivemos tempo para assistir, no Sunny Day Theater, ao show de rock da turma da Vila Sésamo. Certamente um espetáculo para olhos e ouvidos com estes personagens tão queridos.




E continuamos agora no embalo da Vila Sésamo e as atrações infantis da área toda dedicada aos pequenos e bem pequenos: Sesame Street Safari of Fun.






Air Grover - A montanha-russa infantil, que leva o nome do personagem da Vila Sésamo e é "pilotada" por ele, segue aquela filosofia de velocidade sem percurso radical.




The Count’s Zambezi Rally - Uma pista com carrinhos que rodam em um percurso. Indicada para os bem pequenos.


Zoe-patra & the Hippos of the Nile - Outro percurso simples, mas dessa vez com barquinhos em formato de hipopótamos. Nossa filha achou que era mais "radical" do que realmente acabou comprovando, como vocês podem ver pela cara de decepcionada dela ao final! Aliás, poucas dessas atrações serviam para crianças da idade dela...







Snuffy’s Elephant Romp - um brinquedo de rodar, do tipo "Dumbo", com o elefante Snuffy, da turma da Vila Sésamo.

Elmo’s Safari Go-Round - Carrossel em que pode-se rodar sentado em leões, zebras ou búfalos.



Rosita’s Djembe Fly-Away - Esse é daqueles "chapéus mexicanos", mas bem light!

Big Bird’s Whirly Birdie - Pequenas cabines que giram em um eixo na vertical, como uma roda-gigante, só que pequena!

Telly’s Jungle Jam - Um labirinto de tubos com atividades sensoriais.

Elmo’s Treehouse Trek - A casa na árvore do Elmo, com subidas, descidas e locais para brincar.



Cookie Monster’s Canopy Crawl
- Lugares para escalar, rastejar e pular.

Slimey’s Sahara Sand - Uma praia artificial para brincar na areia.

Bert & Ernie’s Watering Hole - Área repleta de esguichos e águas, boa para refrescar as crianças!

Big Bird’s 123-Smile with Me - Espaço para tirar fotos com os personagens da Vila Sésamo.


Outra área do Busch Gardens boa para os pequenos é a Jungala. Lá estão:


The Wild Surge  - Uma espécie de "cabum" infantil, garantia de sucesso com a garotada.


Treetop Trails - Um labirinto com redes por meio das árvores, fazendo as crianças cair, levantar e escalar.




Jungle Flyers - São três opções de "voo" neste passeio em uma cadeira suspensa que simula o percurso de um pássaro.




Experiências com animais

Como a gente gosta mesmo é de aproveitar os brinquedos dos parques temáticos, e o trenzinho que passa por animais não estava funcionando, tivemos pouca interação com os bichos. Mas na área Jungala, há duas espécies interessantes.

Ver os tigres é fascinante. Embora eles estejam sempre em estado sonolento. O que é bem legal é ficar bem partinho por meio desta cabine de vidro!






O tigre branco estava nesta plataforma!



Nós também vimos estes orangotangos passeando!



Há uma série de experiências com animais no parque. Você pode saber mais sobre elas neste link.


Food & Wine Festival

Durante nossa visita, era época do Food & Wine Festival, evento sazonal do Busch Gardens com tendas especialmente montadas para degustar porções individuais com culinárias de todo o mundo e apreciar vinhos. Alguns especialistas fazem pequenas apresentações e uma programação de shows aquece os visitantes do parque, de graça.


No dia em que estivemos lá, foi muita sorte ser a data do show do Daughtry, banda que o Carlos aprecia.

 
Acabou sendo uma boa opção para dividir o grupo: Isabel e Matheus foram encarar a fila de uma hora da Cheetah Hunk, enquanto Carlos e a pequena assistiam ao show. Tudo bem que não foi possível curtir a apresentação inteira, e ambos ficaram de longe para evitar a "muvuca".


Mas a emoção foi garantida!

 

 Todos os shows eram no Gwazi Park, área que contava também com a montanha-russa de madeira Gwazi, que não está mais em funcionamento, mas continua de pé (veja ao fundo).



Dica de alimentação

Neste dia, para não perdermos tempo neste parque tão grande, decidimos fazer um lanche. Uma ótima opção foi uma barraca com espetinhos e "empanadas", a Kabobs and more, localizada ao lado do Moroccan Palace Theater, onde é o show do Madagascar.

Por $13,99 o espetinho de carne e R$ 12,99, o de frango, os adultos puderam ficar bem "recheados" por mais algumas horas. Já a criança atacou de "beef empanadas", por $ 6,99 cada.






E é assim, com este relato, que apresentamos o Busch Gardens para vocês. Vale a pena dedicar pelo menos um dia para visitá-lo!


Planejando suas férias? 

Reserve sua viagem com a gente e pague TUDO em até 10 vezes sem juros. Acesse o formulário de contato do blog ou envie e-mail a paraadisney@gmail.com.


Se preferir fazer sua reserva por conta própria, acesse o Booking.com clicando no link abaixo! Nós receberemos uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso, e estará ajudando a manter o blog!


Procurando passagem aérea mais barata? Entre no Voopter clicando no link abaixo! Ele pesquisa as principais companhias aéreas para que você possa comprar sua passagem com o melhor preço! Nós receberemos uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso, e estará ajudando a manter o blog!

Pensando em alugar um carro? Reserve pela Rentalcars clicando no link abaixo. A Rentalcars pesquisa os melhores preços nas melhores operadoras. Alugando por aqui nós recebemos uma comissão mas você não paga nada a mais por isso e estará ajudando a manter o blog.


Compre seus ingressos para as atrações e parques com a gente! Você paga parcelado em reais e já sai do Brasil com os ingressos em mãos, evitando assim as filas das bilheterias. Solicite uma cotação!

Para entender os diferentes tipos de ingressos para os parques de Orlando, veja este post


Nenhum comentário:

Postar um comentário