quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Mais detalhes sobre o Rivers of Light

Divididos em dois grupos, os visitantes vão integrar “aldeias” asiáticas: uma inspirada em Bali, na Indonésia, e outra que lembra as ruínas de templos tibetanos. A grande cerimônia começa com uma animada música sinalizando a chegada de dois místicos contadores de histórias que levam ao rio presentes de luz e embarcam num navio. Eles convocam o espírito dos animais e quatro deles aparecem: tigre, tartaruga, elefante e coruja - todos partem para uma viagem cheia de simbolismo, das selvas asiáticas até o cerrado africano.

Para desenvolver a narrativa diferenciada de Rivers of Light, os idealizadores do novo show usaram o que há de mais moderno em tecnologia. Todos os onze flutuadores são independentes um do outro e foram programados para movimentos de dança coreografada na água. Alguns deles, como as flores-de-lótus, também têm mais de uma função - elas produzem telas de água para ajudar na hora das projeções e as quatro lanternas dos espíritos dos animais, com mais de 50 mil luzes de LED, refletem de dentro para fora e mudam de cores sozinhas. As embarcações, criadas pelo renomado designer da Broadway, Michael Curry, conseguem o padrão rústico desejado, com originalidade e simplicidade, graças a esta tecnologia de ponta. No figurino, mais um detalhe especial: os contadores de histórias e os assistentes usam tecidos tingidos e fabricados com técnicas de cinco mil anos atrás.

Trilha sonora e imagens também ficaram à cargo de profissionais reconhecidos. O diretor criativo da Walt Disney Imagineering, Michael Jung, destaca a colaboração da Disneynature Filmes. Os cineastas fizeram cenas raras dos animais na natureza que se encaixaram perfeitamente no enredo. “Eles entenderam realmente o espírito do show, o que nos ajudou a criar uma estética inovadora, como nossos visitantes nunca viram antes”, vibra Jung.

“A nossa expectativa é que, após o final do show, todos tenham a sensação de que passaram por uma incrível jornada que ressalta a beleza e a fragilidade da natureza e de tudo que a cerca, incluindo os animais e nós, seres humanos”, explica o diretor.

A trilha sonora é obra do compositor Don L. Harper e foi gravada no famoso Abbey Road Studio, em Londres. Menos “We Are One”, que foi composta especialmente para Rivers of Light por Mark Mancina, que também teve uma importante participação no filme “Moana: Um Mar de Aventuras”, lançado recentemente pela Disney.

Depois da estreia no próximo dia 17, Rivers of Light vai ser apresentado em noites selecionadas. Locais exclusivos para assistir ao show estarão disponíveis em pacotes que oferecem também refeições nos restaurantes Tusker House e Tiffins.

O novo show se junta às outras experiências noturnas que estão mudando a cara do Disney’s Animal Kingdom:
·  Os visitantes agora podem se aventurar no Kilimanjaro Safaris também à noite e observar os hábitos noturnos de vários animais

·  Acaba de ser inaugurado o Tiffins, mais uma ótima opção de restaurante no parque que encanta com sua decoração temática inspirada em viagens. No menu, deliciosos pratos das cozinhas europeia, africana, asiática e americana

·  O despertar da Tree of Life - projeções e efeitos especiais dão vida ao principal símbolo do parque após o anoitecer

·  Shows e festas animam as noites e convidam todos para momentos de muita diversão

·  Agora, é possível curtir também no escuro atrações clássicas como a emocionante Expedition Everest e o refrescante Kali River Rapids

Nenhum comentário:

Postar um comentário